terça-feira, outubro 21, 2008


NOTÍCIAS DO MOMENTO

Para Mantega, crise ainda está longe do fim e provocará desaceleração do crescimento

 

Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega,  disse hoje (21) que a economia brasileira deverá sofrer um pouco mais as conseqüências da crise mundial -  mesmo neste período de "acomodação" dos mercados-  devido à restrição ao crédito no mercado internacional. Em seu discurso hoje no Congresso Nacional, Mantega disse que o crescimento da economia não atingirá  nível esperado pelo governo para 2008, de 5% ao ano. "Deveremos então ter um crescimento entre 4% e 4,5%",  disse o ministro.

 

 Guido Mantega afirmou  que a economia brasileira tem condições de passar bem pela crise financeira externa  e lembrou que o governo continuará, se necessário,  adotando  medidas pontuais com o objetivo de minimizar os efeitos do cenário internacional.

 

 "A economia brasileira está sólida e preparada para enfrentar a crise. O Brasil tem condição manter o atual ciclo de crescimento com a manutenção da expansão do crédito, investimentos em infra-estrutura e continuação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Acreditamos que o país  passará  por boa parte desses problemas, mantendo a economia com bom funcionamento. Será um crescimento menor, porém, ainda o suficiente para continuar com a trajetória de crescimento no país", disse ele.

 

Relatório preliminar do Orçamento de 2009 prevê 20% de corte em custeio

 

 Brasília - O relator-geral da Comissão Mista de Orçamento que analista a proposta orçamentária de 2009, senador Delcídio Amaral (PT-MS), disse hoje (21) que seu relatório prelimimar prevê a possibilidade de cortar até 20% dos recursos previstos para custeio da máquina do governo e deixa brechas para eventuais cortes, se necessário, nos investimentos.

 

Delcídio entrega seu parecer ainda nesta tarde ao presidente da comissão, deputado Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS). Ele garantiu que os cortes não afetarão o salário mínimo, as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e programas sociais como o Bolsa Família.

 

Os cortes a serem realizados em custeio e, possivelmente, em investimentos, vão gerar recursos da ordem de R$ 12 bilhões a R$ 15 bilhões, que vão compor um fundo de reserva, que ele chamou de fundo de estabilidade fiscal. "Isso vai depender muito do quadro que nós vamos encarar ao longo das próximas semanas e dos próximos meses."

 

Um em cada três brasileiros não tem condições dignas de moradia nas cidades

 

Brasília - Em todo o Brasil, 54 milhões de pessoas, o equivalente a 34,5% da população urbana, ainda vivem em condições de moradia inadequadas. Os dados fazem parte de estudo feito com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2007, divulgado hoje (21) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo a pesquisa Pnad 2007: Primeiras Análises, praticamente um em cada três brasileiros que vivem nas cidades não tem condições dignas de moradia.

 

O estudo mostra que indicadores habitacionais como domicílios urbanos providos de paredes e teto construídos com materiais duráveis apresentam índices de cobertura superiores a 98,6%, considerados pelo estudo como "bastante elevados". Há registros também de banheiros de uso exclusivo do domicílio para 97,5% das pessoas que vivem em áreas urbanas, de iluminação elétrica em 99,8% das moradias e de conexão com a rede de telefonia fixa em 75,6%.

 

CIDADE

 

Câmara homenageia Tribuna da Bahia

 

na passagem dos seus 39 anos de atuação

 

 

 

Os 39 anos da Tribuna da Bahia foram comemorados pela Câmara de Salvador, nesta terça-feira (21/10), com sessão especial das mais concorridas. Os oradores destacaram a atuação do jornal em várias frentes, como o combate à ditadura militar, a luta contra o tabagismo, a prática da cidadania e o exercício de um jornalismo sério e independente e voltado para os interesses da Bahia.

 

A sessão especial foi requerida pelo vereador Téo Senna (PTC) e dirigida pelo presidente da Câmara, vereador Valdenor Cardoso (PTC), que destacou as qualidades dos jornalistas que atuaram e ainda atuam no jornal. Disse ainda que "a Tribuna faz parte do coração dos baianos e nestes 39 anos de circulação tem prestado relevantes serviços à democracia, sendo também a alma dos baianos e ninguém pode tirar essas qualidades já enraizadas".

 

Para o vereador Téo Senna, a imparcialidade da Tribuna é um dos pilares que balizam a longevidade do jornal. Confessou que o influente Claudelino Miranda foi o principal incentivador para a realização da homenagem ao jornal, sugerindo a sessão comemorativa.

 

Reeleito, o vereador Téo antecipou que no ano que vem já está assegurada a sessão especial para marcar as quatro décadas da Tribuna. Sobre a atuação do jornal, frisou que a independência faz da Tribuna "um grande jornal". Destacou a atuação do seu diretor presidente Walter Pinheiro, do diretor de redação Paulo Roberto Sampaio e dos jornalistas políticos Jânio Lopo e Raul Fonseca.

 

 

Jornal inovador

 

 

Para Walter Pinheiro, credibilidade é a palavra que sintetiza a história do jornal nestes 39 anos. Em seu discurso, o diretor presidente da Tribuna contextualizou o momento em que o jornal surgiu, em 1969, quando a cidade tinha uma população de aproximadamente um milhão de habitantes e três impressos diários circulando: A Tarde, Jornal da Bahia e Diário de Notícias.

 

Destacou o empenho das pessoas que trabalham na Tribuna e lembrou do jornalista Quintino de Carvalho, responsável pela montagem da redação. Das personalidades que atuaram no jornal, citou o escritor João Ubaldo Ribeiro e o presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli. Ressaltou que a Tribuna mantém o mesmo compromisso ético, desde a sua fundação, atuando em defesa das liberdades, pela democracia e pela Bahia.

 

Assegurou que a edição de número 12.404 (em circulação no dia 21) representa a vitória de um jornal inovador, que, quando surgiu, trouxe cores para as suas páginas e um estilo gráfico definitivo.

 

Participaram da sessão, compondo a Mesa de trabalho, o senador César Borges, o general de Divisão João Francisco Ferreira, comandante da VI Região Militar, o vice-almirante Arnon Lima Barbosa, comandante do II Distrito Naval, o coronel-aviador Pedro Luís Farcic, comandante da Base Aérea de Salvador, e o coronel Nilton Mascarenhas, comandante-geral da Polícia Militar do Estado da Bahia.

 

Os vereadores Alfredo Mangueira (PMDB) e Orlando Palhinha (PSB) e os futuros vereadores Pedro Godinho (PMDB) e Dr. Pitangueira (PRB) também participaram da sessão, além de jornalistas, comandantes militares, magistrados, políticos e populares. A Banda de Música da Base Aérea de Salvador executou o Hino Nacional e o cantor Jorge Marques fez uma apresentação de saudação.

 

Programa beneficia jovens

 

O Programa Trilha vai beneficiar 71.400 jovens da capital e em mais 107 municípios baianos até 2010. Desse contingente espera-se que 60% seja inserido no mercado de trabalho. Lançado pelo Governo do Estado, nesta terça-feira (21), o ação terá recursos de R$ 171 milhões.  "O Trilha vai organizar e potencializar as  iniciativas já existentes e  criar novas oportunidades para a juventude", disse o governador Jaques Wagner.

 

 

População tem acesso a produção de artesanato

 

Para incentivar a exploração sustentável do potencial turístico e as aptidões dos agricultores familiares para a produção de artesanato, a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) começa a desenvolver ações para inserir a população nesses segmentos. O objetivo é criar uma nova alternativa de geração de emprego e renda. A iniciativa compõe a rede temática do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

 

Decreto impede que ações da Pastoral da Criança cheguem aos mais pobres

 

A renovação de convênio da Pastoral da Criança com o Ministério da Saúde, existente há 23 anos de forma contínua, está comprometida pelo decreto 6.170, que trata das transferências de recursos da União. O principal problema é o Artigo 10 do decreto, que determina as formas de pagamento que as entidades devem utilizar na implementação de suas ações.

 

O impasse compromete as ações básicas de saúde que a Pastoral da Criança realiza junto a 1,4 milhão de famílias, por meio de 270 mil voluntários, em mais de 42 mil comunidades de 4.060 municípios, nos quais são acompanhadas 1,8 milhão de crianças e 94 mil gestantes pobres.

 

O decreto 6.170 exige que todos os pagamentos sejam realizados exclusivamente mediante crédito na conta bancária de titularidade dos fornecedores e prestadores de serviços. Segundo Dra. Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança e coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, essa regra inviabiliza uma série de ações que chegam às comunidades mais pobres e distantes do Brasil. "Os nossos voluntários precisam pagar por transporte, como ônibus ou barco, fazer compras em pequenas vendas ou feiras, geralmente de valores muito baixos, e cujos comerciantes provavelmente não aceitariam cheques, por não disporem de contas bancárias. Seria necessário aumentar a burocracia na Pastoral da Criança, que procura economizar, e cujo custo criança/mês é de R$ 1,71", explica Dra. Zilda Arns.

 

Lauro de Freitas intensifica combate à dengue

 

 O Verão se aproxima e com ele o calor e as chuvas comuns da estação. O que parece uma previsão climática é na verdade uma alerta para o combate à dengue, doença que no Verão tem seu maior índice de infestação. Lauro de Freitas, cidade da Região Metropolitana de Salvador (RMS) com o menor índice de infestação (0.7), registrou, este ano, apenas 12 casos confirmados da doença, o que a caracterizou como de baixo risco. Mas não diminuiu as ações de combate que agora são intensificadas.

 

De acordo com a Secretaria de Saúde do Município, a Coordenação de Combate à Dengue dispõe de 110 agentes, que já realizaram este ano cinco ciclos de visitas aos domicílios de Lauro de Freitas, eliminando focos e ensinando a população como manter suas casas afastadas da doença. "Nosso trabalho cobre cerca de 85% do município. No ano passado realizamos seis ciclos de visitas e temos hoje um dos menores "Lira" do Estado", informou o coordenador Marcio Nery Montargil.

 

______________________________________________________________________

1 Comments:

At 9:48 AM, Anonymous João Campos said...

Uma grande injustiça foi cometida ao não ser citado, na comemoração dos 39 anos da Tribuna,a figura do grande jornalista Jolivaldo Freitas, cujos artigos eram lidos, diariamente, pela inesquecível Dona Mariá, sua grande fã.

 

Postar um comentário

<< Home