segunda-feira, novembro 05, 2007


NOTÍCIAS D´ALÉM MAR


No final de semana prolongado, 12 jovens se acidentaram, caindo de suas motos, somente na região da Ilha de Luanda. Quatro morreram. Assim como no Brasil, os jovens fazem misérias sobre duas rodas e vêm sofrendo as consequências da imprudência e do vício pela adrenalina. Este ano, em Luanda, já são quase cinquenta garotos na faixa dos 14 aos 25 anos que morreram em pegas ou exibições incríveis em plena zona urbana, no meio de um dos mais caóticos trânsitos do mundo. Pode acreditar que são raros os motociclistas que se conformam em andar em linha reta. Eles preferem fazer ziguezages.


Também não se contentam em andar sobre as duas rodas. Gostam mesmo é de seguir em alta velocidade apenas com a roda traseira tocando no solo. Os mais ousados optam por subirem nos guidões ou selins e seguem com os braços abertos. É até bonito de se ver, mas o coração aperta. As vias têm muito buracos e aí...

Os jovens de cá são como os de qualquer lugar.

E os motoqueiros não temem nada. É legal. Mas que dá pena, dá.

***

A vice-governadora de Luanda para a esfera Social, Francisca do Espírito Santo, pediu aos responsáveis de escolas no sentido de primarem pela transparência no processo de matrículas, de forma a não prejudicarem os candidatos às vagas, sobretudo os da camada mais vulnerável da população.

;

;

;

______________________________________________________________________

1 Comments:

At 10:38 AM, Blogger Tom said...

Amigo Joli,parabéns por mais esse espaço de informação,sucesso para vc e bola pra frente,
tom bezerra

obs:vc ñ me falou se esteve aí em angola com os amigos, césar(azeitona)marianetti braga e romulo valadares,mande notícias.

 

Postar um comentário

<< Home